sábado, 23 de agosto de 2014

GRAND PRIX 2014: Brasil vence a Rússia e está a uma vitória do título do Grand Prix

 Brasil vence a Rússia e está a uma vitória do título do Grand Prix 
Brasileiras comemoram vitória contra a Rússia

A seleção brasileira feminina de vôlei está próxima do décimo título do Grand Prix. Neste sábado (23.08), o Brasil venceu a Rússia por 3 sets a 0 (25/12, 25/21 e 25/20), em 1h20 de jogo, no Ariake Collesium, em Tóquio, no Japão, e alcançou o terceiro resultado positivo na fase final da competição.

Com o resultado, o Brasil precisa de uma vitória por 3 sets a 0 ou 3 sets a 1 sobre o Japão na última rodada da fase final para conquistar o título pela décima vez. Na classificação geral, as brasileiras aparecem em segundo lugar, com 10 pontos. As japonesas, que hoje venceram a Bélgica por 3 sets a 0, lideram com 12, e a Rússia está em terceiro, com cinco.

Brasil e Japão decidirão o título do Grand Prix às 7h05 (horário de Brasília) desse domingo (24.08). A Rede Globo e o SporTV transmitirão ao vivo.

Na partida desse sábado, brilharam as centrais do Brasil. A bicampeã olímpica Fabiana foi a maior pontuadora entre as brasileiras, com 17 acertos (14 de ataque e três de bloqueio). Sua companheira de posição, Thaísa, também pontuou bem, com 12 pontos (quatro de ataque, seis de bloqueio, e dois de saque). Apesar da derrota, as russas tiveram a maior pontuadora do confronto, a ponteira Kosheleva, com 18 acertos.

A bicampeã olímpica Thaísa, que foi eleita a melhor jogadora do confronto, parabenizou a equipe brasileira pela atuação contra as russas.

"Estudamos muito a Rússia. Elas têm excelentes atacantes e, se as jogadoras atacarem por cima do bloqueio, fica complicado. No entanto, conseguimos tocar nas bolas e defendemos bastante. Assim, dificultamos a vida das russas e facilitamos o jogo para nós", analisou Thaísa, que ainda falou sobre a partida decisiva de amanhã contra o Japão.

"As japonesas estão muito bem e vai ser complicado ganhar delas. Está difícil derrubar a bola na defesa nipônica. Esse Grand Prix está muito equilibrado, mas só dependemos de nós. Sabemos da dificuldade de jogar com países asiáticos pela velocidade do jogo. Será uma partida de muita paciência", disse Thaísa.

A capitã Fabiana destacou a postura das brasileiras durante todo o confronto contra as russas.

"Essa foi a nossa melhor partida na fase final. Enfrentamos uma equipe forte e conseguimos executar o nosso jogo. Todos os fundamentos funcionaram hoje. Sabemos que ainda podemos melhorar, mas o time foi agressivo o tempo todo e precisamos jogar assim", afirmou Fabiana.

O treinador José Roberto Guimarães destacou a performance do bloqueio brasileiro na partida desse sábado e fez uma análise do confronto.

"Nosso bloqueio fez 16 pontos e não deixamos a Rússia jogar a vontade, principalmente a Kosheleva, que é a principal atacante delas, e a Goncharova, que joga na saída de rede. Estou feliz porque atuamos como um time. A distribuição de bolas foi boa, todas pontuaram. Conseguimos jogar 70 ou 80% do tempo com o passe na mão e isso facilitou nossas ações. Esse jogo determinava se ainda continuávamos com chance de título. Felizmente, conseguimos a vitória", disse José Roberto Guimarães, que assim como Thaísa, comentou sobre o duelo de amanhã contra a equipe nipônica.

"A expectativa para essa partida é muito grande. Vamos jogar contra um ginásio lotado. O Japão está se apresentando muito bem. O esquema de jogo do Manabe (técnico japonês), sem centrais, tem dado certo. É um time que erra pouco, muito regular e veloz. Elas estão defendendo demais. Vamos ter que passar muito bem para as nossas centrais conseguirem jogar e, consequentemente, abrirem espaço para as pontas", finalizou José Roberto Guimarães.

O JOGO

O Brasil começou a partida com uma excelente sequência de saques da central Thaísa e fez 6/1. As russas cresceram na parcial e encostaram (9/8). Com dois bloqueios seguidos, o time verde e amarelo abriu quatro (12/8). No segundo tempo técnico, as brasileiras tinham sete de vantagem (16/9). O Brasil seguiu melhor até o final da parcial e venceu o primeiro set por 25/12, com seis pontos de bloqueio.

O segundo set começou equilibrado. No entanto, o bloqueio brasileiro voltou a funcionar e o time verde e amarelo fez 8/5. Quando o Brasil abriu cinco (12/7), o técnico russo pediu tempo. No entanto, o Brasil seguiu melhor e Sheilla conseguiu um ace (15/8). As brasileiras seguraram uma reação russa e fecharam a segunda parcial por 25/21.

A vitória no segundo set fez bem ao Brasil que fez 6/2 no início da terceira parcial. No segundo tempo técnico, a vantagem brasileira era de três pontos (16/13). A Rússia reagiu e bem no ataque encostou (18/17). O time verde e amarelo foi melhor no final da parcial e venceu o set por 25/20 e o jogo por 3 sets a 0.

EQUIPES

BRASIL – Dani Lins, Sheilla, Fernanda Garay, Jaqueline, Thaísa e Fabiana. Líbero – Camila Brait 
Entraram: Monique, Fabíola e Tandara 
Técnico: José Roberto Guimarães

RÚSSIA – Startseva, Goncharova, Kosheleva, Shcherban, Fetisova e Podskalnaya. Líbero – Kryuchkova
Entraram: Kosianenko, Pasynkova, Bavykina e Zaryazhko
Técnico – Yuri Marichev
  
Fonte: Vicente Condorelli – CBV
Foto: Divulgação FIVB
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...