quinta-feira, 31 de julho de 2014

TEMPORADA 2014/15: Cruzeiro inova na preparação física com Stand Up Paddle e Slack-line

Cruzeiro inova na preparação física com Stand Up Paddle e Slack-line
Atletas do Sada Cruzeiro se dedicam à pré-temporada e aproveitam atividades em clima de descontração – Divulgação Sada Cruzeiro

O time de vôlei que ganhou cinco títulos na última temporada se prepara para outros grandes desafios em 2014/2015. Por isso, além de realizar um intenso trabalho físico, o plantel do Sada Cruzeiro já é desafiado na pré-temporada. Os atletas cruzeirenses estão fazendo atividades bem diferentes das tradicionais programações das equipes de voleibol: praticam stand up paddle e slack-line.

Os jogadores estão tendo aulas de cada modalidade, stand up às terças-feiras, no Iate Clube da Lagoa dos Ingleses, e slack-line às quintas, na Praça do Papa. A ideia de inserir essas novidades na pré-temporada foi do preparador físico Fabio Correia. Segundo ele, a programação, além de eficaz na parte física, é mais atrativa.

“Tive a ideia de trazer o stand-up quando pratiquei a modalidade no Hawaii enquanto trabalhava com a seleção feminina em uma série de amistosos e vi que seria interessante para os jogadores. Nós precisamos trabalhar o corpo do atleta como um todo, pois o corpo não é um amontoado de músculos. Com essas atividades, estamos fazendo o recondicionamento físico, fortalecendo a musculatura, trabalhando o equilíbrio e ainda reforçando o entrosamento e o trabalho de grupo do nosso elenco”, contou o preparador físico.

No stand up paddle o praticante rema em pé, em cima de uma prancha de surfe. Já no slackline, que também exige muito equilíbrio, o atleta tenta se manter sobre uma fita elástica, esticada entre dois pontos.

Ponteiro Filipe se equilibra no slack-line

O ponteiro Filipe aprovou as novidades inseridas na pré-temporada dos cruzeirenses. “É uma forma diferente de trabalhar e acho que isso motiva o grupo todo. A gente tem um momento de se descontrair, trabalhar ao ar livre, ter contato com a natureza, conhecer algo novo e, ao mesmo tempo, está fazendo a atividade física. Acho que quando encaramos o novo, o desconhecido, a gente acaba se empenhando mais, vamos em busca do objetivo, que nas duas modalidades é não cair”, disse o camisa 18 do time celeste.

“Eu pude perceber o fortalecimento do ombro, que é bem exigido na remada, trabalhamos o tórax, as pernas. É um grande fortalecimento muscular e ainda ajuda a gente até a conhecer outras partes do corpo e a tentar levar isso pro vôlei. Mas o principal é a concentração. Principalmente no slack-line, se você se desviar por segundos do seu objetivo, perder o foco, você cai. Você tem que ter determinação até o fim, igual no vôlei. No saque, por exemplo, é só você e a bola, você tem que estar focado para executar bem", finalizou Filipe.

Fonte/fotos: Sada Cruzeiro
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...