sábado, 14 de junho de 2014

GRAND PRIX 2014:Agora é com Camila Brait

                             Agora é com Camila Brait
Camila assumirá a vaga de Fabi na seleção

Na última sexta-feira o técnico da seleção brasileira feminina de vôlei, Zé Roberto Guimarães foi surpreendido até que negativamente com a notícia dada pela líbero Fabi, dizendo que a partir dali não vestirá mais a camisa verde e amarela. Em sua despedida, Fabi só lamentou por não ter podido dar um abraço naquela que agora ocupará seu posto: Camila Brait, também líbero do Molico/Nestlé Osasco, que por conta do Mundial de Clubes, ganhou uns dias a mais de folga assim como: Dani Lins, Adenízia e Fabíola. 

“- Camila sempre foi vista como uma grande jogadora e promessa. É uma líbero talentosa e agora chegou o momento dela. Vamos torcer para que consiga percorrer o mesmo caminho que a Fabi percorreu e representar para a equipe o que ela representou. Nós vamos precisar” – disse o técnico Zé Roberto que afirmou ainda que a missão não será nada simples até pelo momento que a seleção brasileira vive, pois Brait assume o posto de número 1 exatamente na metade um ciclo olímpico que antes mesmo das olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro, conta com o Mundial da Itália em setembro deste ano. 

- Ela tem que carregar o bastão. Sempre houve uma disputa forte entre as duas.  Camila se preparou desde 2009, aprendendo muito com a Fabi. Elas se alternaram em determinados períodos nos campeonatos. A oportunidade aparece em dois momentos: numa crise e no momento que é o momento. Agora é a hora dela. Vai assumir um time que é bicampeão olímpico, vai ser bastante cobrada e espero que emocionalmente tenha se preparado para isso.

Mas não é só a vida da Fabi ou da Camila Brait que está difícil neste novo ciclo. A de Zé Roberto também anda complicada, pois o técnico recebeu proposta da equipe do Dinamo Krasnodar, da Rússia, mas ainda não deu resposta. Antes mesmo do final da Superliga 2013/2014 Zé Roberto afirmou que deixaria o time do Campinas para se dedicar exclusivamente à seleção e assim poder viajar para Itália, Turquia, Rússia e Japão de modo a se reciclar e acompanhar nossos adversários mais de perto, visando o tricampeonato olímpico do Brasil, em casa. 

“- Eles já me cobraram, mas eu ainda não tenho uma resposta. A Fernanda Garay e a Fabíola foram para lá, mas eu ainda não tenho a decisão. É difícil ficar permanente na Rússia... Acho que minha preocupação principal é a seleção. Não tenho ideia definida ainda, não é fácil... É um grande time, mas preciso pensar mais. Acho que em mais uma semana eu decido.”

O técnico brasileiro tem usado a Copa do Mundo aqui no Brasil como motivação para as próximas olimpíadas. Na última quinta-feira, 12, ele deixou a concentração em Saquarema e foi acompanhar a estreia da seleção de futebol contra a Croácia em São Paulo. Ao retornar após o jogo, ele disse: “- Gostei muito do que vi. Não só por termos vencido, mas ter encontrado uma boa estrutura, que funcionou. Deu aquele friozinho na barriga só de pensar que daqui a dois anos será a nossa vez. Fiquei feliz de ver as coisas funcionando e de ver o apoio da torcida.”

Fonte: Rafa de Cristo - GloboEsporte.com
Foto: Divulgação 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...