domingo, 27 de abril de 2014

SUPERLIGA FEMININA 13/14: Unilever vence o Sesi-SP e é eneacampeã da Superliga

 Unilever vence o Sesi-SP e é eneacampeã
da Superliga
Capitã Fofão, eleita a melhor jogadora da final levantando o troféu do nono do Título da Unilever

A Unilever (RJ) é eneacampeã da Superliga feminina de vôlei. Neste domingo (27.04), o time carioca venceu o Sesi-SP por 3 sets a 1 (21/11, 21/12, 13/21 e 21/16), em 1h47 de jogo, no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro (RJ), e ficou com o título da edição 13/14. A equipe do Rio de Janeiro é a maior vencedora da história da competição e disputou sua décima final consecutiva.


Ao final da partida, o técnico Bernardinho falou sobre a importância da força do grupo que tem em mãos para trabalhar.

"Tem dois componentes que eu considero fundamentais que digo e acredito: muito trabalho e união do grupo. Isso é uma causa que essas jogadoras defendem e é muito bonito. Nós construímos isso e elas são as grandes representantes. Nosso grupo tem base sólida para trabalhar e o resultado é esse", comentou Bernardinho.

Mesmo depois da conquista do título, o treinador ainda falou sobre os momentos não muito positivos de sua equipe durante a final.

"Hoje, fomos traídos um pouco pelo emocional no terceiro set, elas se soltaram e nós falhamos na hora de fechar. O mais importante é que soubemos retornar. Essa foi uma temporada de superação e as meninas souberam acreditar na força do grupo", destacou Bernardinho.

O comandante da Unilever ainda destacou o valor da levantadora Fofão, que ergueu o troféu do time carioca aos 44 anos, foi ainda eleita a melhor em quadra e levou o Troféu VivaVôlei para casa.

"A Fofão é a síntese da atleta que inspira as pessoas pela paixão que tem pelo que ela faz. É uma jogadora que tem que estar sempre no voleibol, porque é um exemplo para todas as jovens. Ficou praticamente 15 dias sem treinar, mas sempre esteve com a equipe em todos os treinos. Antes do jogo eu disse a ela: 'obrigado por tudo que você fez e, conseguindo ou não conseguindo, está bom'. Ela merece o que colheu e ver o time todo em volta dela foi fantástico ", elogiou Bernardinho.

Sem clima de lamentações, a capitã do Sesi-SP, Fabiana, declarou que o momento era de festa também para o time vice-campeão.

"Poucas pessoas acreditaram na nossa equipe e acredito que a Unilever também tinha essa sensação. Acho que, por isso, essa foi uma final diferente, especial e o segundo lugar é praticamente como o primeiro. Claro que não era o que queríamos, não fizemos o nosso melhor jogo hoje, mas estou muito feliz. A maioria do nosso time veio para a final pela primeira vez, a comissão técnica toda trabalhou muito bem, está de parabéns e o nosso time esteve unido durante todo o tempo", disse Fabiana.

JOGO

A Unilever começou melhor e fez os quatro primeiros pontos da partida (4/0). A equipe carioca foi para o primeiro tempo técnico vencendo por 7/1. Numa bola de contra-ataque da ponteira sérvia Mihajlovic, a equipe carioca abriu seis pontos (11/6). Com um ace da levantadora Fofão, o time da casa foi para a segunda parada técnica com oito de vantagem (14/6). A Unilever seguiu melhor até o final e venceu o primeiro set por 21/11.

Assim como o primeiro set, o segundo começou favorável a Unilever, que abriu 3/0. No ponto de saque da central Carol, a equipe carioca chegou a 5/1. O Sesi-SP buscou reação e, também com ace da central Fabiana, reduziu a diferença para 6/4. Com um ace da ponteira Gabi, a Unilever voltou a abrir no marcador (10/6). A vantagem do time carioca voltou a cair para dois pontos depois do bom saque da ponteira Pri Daroit. Mas a Unilever voltou com o bom ritmo e, contando com erros do adversário, abriu 17/11. Quando o placar foi para 18/12, o técnico Talmo de Oliveira pediu tempo. A ponteira Amanda entrou para sacar na Unilever e, no ace, fez 19/12. Com mais um ponto de saque de Amanda, o time carioca fez 21/12.

Justamente o oposto aconteceu no início do terceiro set, quando o Sesi-SP esteve melhor e a Unilever caiu de produção. O time visitante dominou o jogo e fez 7/1 no primeiro tempo técnico. Na volta, Suelle ainda conseguiu um bom ataque e fez o oitavo ponto. O treinador Bernardinho trocou as ponteiras. Entrou Régis e saiu Mihajlovic. Mesmo com a substituição, a Unilever seguiu com dificuldade na recepção e o time paulista fez 14/4. Com bons ataques da oposto Bruna, o time carioca diminuiu a diferença (15/9). O Sesi-SP segurou a vantagem até o final e venceu o terceiro set por 21/13.


A Unilever voltou a jogar bem no início do quarto set e fez 6/1. Com um ataque da central Juciely, a equipe carioca fez 7/2. Com uma boa sequência de saques da ponteira Pri Daroit, o time paulista diminuiu a vantagem (10/7). No segundo tempo técnico, o Sesi-SP tinha três de vantagem (14/11). O time carioca se manteve na frente até o final do set e venceu a parcial por 21/16 e o jogo por 3 sets a 1.

EQUIPES:

UNILEVER: Fofão, Sarah Pavan, Mihajlovic, Gabi, Juciely e Carol. Líbero – Fabi
Entraram: Bruna, Roberta, Amanda e Régis
Técnico – Bernardinho

SESI-SP – Dani Lins, Ivna, Dayse, Suelle, Fabiana e Bia. Líbero – Suelen
Entraram: Carol Albuquerque, Mariana e Pri Daroit
Técnico – Talmo de Oliveira

Fonte: Divulgação CBV
Foto: Alexandre Arruda - CBV
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...