quinta-feira, 14 de março de 2013

SUPERLIGA FEMININA 2012/13: Vôlei Amil e Sollys fazem jogo decisivo pela semifinal nesta Sexta

Vôlei Amil e Sollys fazem jogo decisivo pela semifinal da Superliga nesta Sexta

Equipe do técnico Zé Roberto precisa derrotar o Sollys/Nestlé em Campinas para empatar o playoff e levar a decisão para a terceira partida da série

Zé Roberto orienta a equipe

Superação. Esta é a palavra de ordem no Vôlei Amil para a partida desta sexta-feira (15) diante do Sollys/Nestlé, a partir das 21h, na Arena Amil, em Campinas (com transmissão do SporTV e do Esporte Interativo). Isso porque a equipe de Zé Roberto precisará jogar no limite de suas forças, com 100% de garra, técnica e tática do primeiro ao último ponto para derrubar o favoritismo do rival, vencer a partida e empatar o playoff semifinal da Superliga 2012/13. Se conseguir seu objetivo, provoca o terceiro e decisivo confronto, programado para o dia 23, em Osasco.

Derrotar um time que é o atual campeão paulista, brasileiro, sul-americano e mundial, formado pela base da Seleção Brasileira é difícil? É. Mas não impossível, como tem frisado a central Natasha, desde que o Vôlei Amil eliminou o Pinheiros nas quartas de final. Para ela, entre todas as armas necessárias para bater o rival, o saque é a mais importante. "Sabemos muito bem que quando nosso saque entra, o jogo é outro. Temos que quebrar o passe delas para que o nosso bloqueio possa funcionar bem", afirma.

O técnico Zé Roberto vai além. Para ele, contra um adversário que erra pouco como o Sollys, é preciso concentração e precisão em todos os fundamentos. "O time de Osasco tem muito volume e te dá poucas chances, ou seja, poucos pontos de graça. Você tem que conquistar tudo com muito esforço. Por isso, treinamos muito e estudamos o Sollys ao máximo. Agora é tentar colocar tudo isso em prática e lutar, lutar muito para conquistar essa vitória e levar a decisão da vaga à final para a terceira partida", avalia o tricampeão olímpico.

Para Walewska, o segredo para ganhar nesta sexta-feira é entrar em quadra com a cabeça leve. "Claro que temos a obrigação de vencer para seguirmos vivas na Superliga, mas o favoritismo é todo delas, então, temos que tentar mandar a pressão para o outro lado da quadra. Quando fizemos isso no primeiro set da abertura da semifinal, em Osasco, jogamos bem e saímos com a vitória. Temos que jogar com alegria", diz a capitã do Vôlei Amil. Para Pri Daroit, outro fator importante é a união do grupo. "Somos um time que procura se ajudar em quadra e vamos usar essa força para lutar pela vitória", garante a ponteira.

Força Azul - Para comissão técnica e atletas, o apoio da torcida pode fazer a diferença no confronto diante do Sollys/Nestlé. "É impressionante como essa torcida nos apoia e passa energia para a equipe. Isso nos ajuda muito em quadra e sempre pode ser um fator decisivo para as vitórias em casa", afirma o técnico Zé Roberto. "Eles são o nosso sétimo jogador em quadra", atesta a líbero Suelen. "Sem dúvida, os torcedores sempre nos ajudam muito. Foi assim ao longo do Paulista e de toda a Superliga e não será diferente agora, nesse momento decisivo", completa a levantadora Fernandinha. 

Zé Roberto faz balanço da equipe - O técnico Zé Roberto fez um balanço rápido da performance da equipe até agora. O vídeo está disponível no endereço http://www.youtube.com/watch?v=90fSbamAtA0&feature=youtu.be

Números - A força do grupo do Vôlei Amil pode ser medida segundo as informações estatísticas da CBV. Segundo os dados da confederação, o time de Zé Roberto tem a segunda melhor recepção, com 33.78% de eficiência, o terceiro melhor ataque, com 21.27% de acertos e o terceiro levantamento mais eficaz, com 15.97% de jogadas precisas. Entre os destaques individuais, a búlgara Vasileva aparece como a segunda maior pontuadora da Superliga, com 301 pontos (sendo destes, 262 obtidos por meio de ataques), enquanto Pri Daroit vem em quarto lugar, com 294 bolas derrubadas nas quadras adversárias. A líbero Suelen é a terceira melhor na recepção, com 40.05% de passes certos

Ingressos - A Arena Amil tem capacidade liberada para 3,2 mil lugares e a expectativa é para casa cheia para o jogo desta sexta-feira. Na Superliga Feminina de Vôlei 2012/13, o sistema de ingressos para os torcedores garantirem presença nos jogos disputados na Arena Amil, que fica no km 6 da Rodovia Heitor Penteado, são os seguintes:

Os ingressos custam R$ 5,00 (para acesso à Aquibancada A) e R$ 10,00 (Arquibancada B) e podem ser comprados antecipadamente na Arena Amil (entrada pelo portão principal) nesta quinta-feira (14), das 14h às 18h. No dia do jogo, a bilheteria funciona das 11h às 21h30. As entradas também podem ser adquiridas desde nos pontos de troca da Ingresso Rápido em Campinas:
(http://www.ingressorapido.com.br/pontosvenda.aspx?UF=SP&Cidade=Campinas), menos na unidade da Fnac, do Shopping Parque D. Pedro, que não comercializa os ingressos. 

Para quem é cliente Amil o acesso gratuito à Arquibancada B. Basta apresentar a carteirinha do convênio e um documento com foto. Quem também não paga é o torcedor Amil. Quem estiver vestindo a camiseta oficial "Torcida Amil" (a mesma que foi distribuída durante o Campeonato Paulista) terá acesso gratuito à Arquibancada A. Estudantes e maiores de 60 anos têm entrada gratuita mediante apresentação de comprovantes. A quantidade é limitada a um ingresso por pessoa e a carga total para esse público é de 200 bilhetes por jogo. Crianças até 12 anos também não pagam. E todos os ingressos grátis devem ser retirados na bilheteria da Arena Amil no dia da partida.

Jogos do Vôlei Amil no playoff semifinal da Superliga
9/3/13 - Sollys/Nestlé 3 x 1 Vôlei Amil - Osasco (José Liberatti) - 
15/3/13 - 21 h - Vôlei Amil x Sollys/Nestlé - Campinas (Arena Amil) - SporTV/Esporte Interativo
* 23/3/13 - 15h30 - Sollys/Nestlé x Vôlei Amil - Osasco (José Liberatti) - SporTV

Fonte e foto: ZDL
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...