sábado, 7 de abril de 2012

Superliga Feminina 2011/12 - Bastidores

Coco reclama da força dos rivais nos bastidores

Ainda não foi desta vez que os rivais conseguiram quebrar a sequência de oito finais seguidas entre Unilever e Sollys/Nestlé, mais uma vez protagonistas máximos da Superliga feminina. O Vôlei Futuro bem que tentou, estendeu a série melhor de três das semifinais, mas acabou derrotado pelas fluminenses nesta sexta-feira (6).

Para o técnico Paulo Coco, o placar foi justo. “Não executamos da melhor maneira que podíamos. As bolas caíram, recuperamos e jogamos mal. Não podemos errar em demasia como erramos. Não conseguimos executar o que a gente traçou, não tivemos lucidez para jogar sob pressão. Nas bolas decisivas e importantes, a Unilever jogou muito melhor que a gente”, analisou o comandante do Vôlei Futuro, em entrevista ao SporTV.

                                                                        Alexandre Loureiro/Vipcomm

Coco reclama do ranking das atletas
 
Apesar do revés no Rio de Janeiro, Coco se disse satisfeito com a trajetória do Vôlei Futuro, que pela segunda temporada seguida chegou até as semifinais. “Fizemos uma campanha brilhante”, afirmou ele. Coco só mudou o tom da conversa para reclamar da força dos finalistas nos bastidores do vôlei. “Tudo conspira a favor de Unilever e Sollys, mas os bastidores ajudam isso”, deixou no ar.

Questionado sobre o tema, o treinador resolveu soltar o verbo contra os critérios do ranking que, segundo ele, favoreceram Unilever e Sollys.  “Abaixaram a pontuação da Fernanda Venturini, que tem cinco, enquanto a Fofão ficou com sete. Isso está fora de questão. A Hooker, melhor atacante do Grand Prix, ficou com 6... Claro que eles estão esse tempo todo com mérito deles. Nós temos que trabalhar, correr atrás”, afirmou Coco.

Fonte: Saque Viagem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...